Editais

Prova de residência da UFPR

Olá, concurseiros!! ‘Vamo simbora’ com a gente para o Sul!? Hoje vamos falar sobre a prova de residência da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Vem conosco!

As práticas da residência da UFPR ocorrem no Complexo Hospital de Clínicas (CHC), composto pelo Hospital de Clínicas e pela Maternidade Vitor Ferreira do Amaral (MVFA). O CHC possui toda estrutura para a sua formação como residente.

Assim, além da tecnologia, possui um instrumental técnico para realizar consultas especializadas e atender casos de alta complexidade. E ainda, realiza exames de diagnósticos avançados e procedimentos cirúrgicos. Ele recebe pacientes de outros estados, em alguns casos, mas atende majoritariamente pacientes de toda a Região Metropolitana de Curitiba e das Unidades Básicas.

O concurso disponibiliza vagas para duas modalidades: acesso direto e especialidades com pré-requisito. Além disso, possui duas etapas. A primeira é a prova objetiva de múltipla escolha, com 5 alternativas, de peso 9 e com 4 horas de duração. E a outra consiste na avaliação curricular, de peso 1.

Você só pode se considerar aprovado na residência ao passar nas duas etapas. Por isso estamos aqui, para te dizer cada detalhe do que acontece em cada uma delas.

Acesso direto

  • Anestesiologia
  • Clínica Médica
  • Dermatologia
  • Ginecologia e Obstetrícia
  • Infectologia
  • Medicina de Família e Comunidade
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Oftalmologia
  • Ortopedia e Traumatologia
  • Otorrinolaringologia
  • Patologia
  • Pediatria
  • Programa de Pré-requisito em Área Cirúrgica Básica
  • Psiquiatria
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Prova

Para a modalidade acesso direto são 100 questões – cada uma valendo 1 ponto - sendo 20 de cada especialidade básica. São elas: medicina preventiva e social, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia, clínica médica e pediatria.

Para se classificar para a próxima etapa, é preciso que o candidato esteja numa colocação equivalente a um número igual a 3 (três) vezes o número de vagas mais três para cada especialidade. Para isso, é preciso que ele tenha um bom desempenho na prova objetiva. Ademais, em caso de empate na última colocação da primeira etapa, todas as pessoas passarão para a próxima fase.

A segunda etapa é a análise do Curriculum Vitae (vale até 100 pontos e tem peso 1). A entrega do currículo é feita por meio do site descrito no edital, juntamente com a declaração de veracidade das informações fornecidas no currículo (disponibilizada no edital), que deve estar com reconhecimento de firma.

Desse modo, fique bastante atento, pois terá um período específico para fazer o envio. Caso não seja realizado dentro do prazo estipulado, o candidato ficará com zero nesta fase. 

Além do currículo, também é preciso entregar outros documentos como o histórico escolar do curso de medicina e a cópia frente e verso do diploma. Desse modo, se esses outros documentos também não forem entregues dentro do prazo, você será desclassificado.

Algumas das atividades observadas no currículo e a sua respectiva pontuação estão elencadas abaixo:

  • Realização de Monitoria Oficial em Disciplina do Curso de Medicina, com declaração oficial da Pró-Reitoria de Graduação da instituição: 3 pontos para cada 6 meses de monitoria. Pontuação total: 9 pontos
  • Apresentação oral em Congresso Científico local ou regional: 0,5 ponto por cada apresentação. Pontuação total: 1 ponto
  • Participação em Atividade de Extensão Universitária: 1 ponto para cada 100 horas de atividade. Pontuação máxima: 4 pontos
  • Participação em ligas acadêmicas: 0,5 ponto por ano completo de participação. Pontuação total: 1 ponto

Especialidades com pré-requisitos

  • Alergia e Imunologia Pediátrica
  • Cardiologia
  • Cirurgia de Mão
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo
  • Cirurgia Pediátrica
  • Cirurgia Plástica
  • Cirurgia Vascular
  • Clínica Médica – R3
  • Coloproctologia
  • Ecocardiografia
  • Endocrinologia e metabologia
  • Endocrinologia Pediátrica
  • Gastroenterologia
  • Hematologia e Hemoterapia
  • Infectologia Pediátrica
  • Medicina Intensiva
  • Medicina Intensiva Pediátrica
  • Nefrologia
  • Neonatologia
  • Neurologia Pediátrica
  • Neurologia R4 – Dor
  • Neurologia R4 – Geral,Cerebrovascular
  • Neurologia R4 – Geral, Distúrbiosdo Movimento
  • Neurologia R4 – NeurofisiologiaClínica, Epilepsia
  • Neurologia R4 – NeurofisiologiaClínica, Neuromuscular
  • Oncologia Clínica
  • Oncologia Pediátrica
  • Pneumologia
  • Pneumologia Pediátrica
  • Psiquiatria da Infância E DaAdolescência
  • Reumatologia
  • Transplante de Medula Óssea
  • Transplante de Medula Óssearealizado em Crianças e Adolescentes
  • Urologia

Provas

Na modalidade especialidades com pré-requisito são 50 questões de múltipla escolha – cada uma valendo 2 pontos – versando sobre o pré-requisito do programa escolhido. No entanto, para o Programa de Residência em Neurologia R4 – Dor, a prova será dividida em 25 questões de Clínica Médica e 25 questões de Cirurgia Geral.

A prova de residência da UFPR vale um total de 100 pontos e estarão classificados para a segunda etapa, aqueles que obtiverem uma colocação igual a duas vezes o número de vagas mais três para cada especialidade. Entretanto, isso muda para quem se inscreveu para o Programa de Oncologia Pediátrica.

Sendo classificados os colocados numa posição equivalente a um número igual a três vezes o número de vagas do programa mais três. Assim como nos programas com acesso direto, na segunda etapa, a análise do currículo vale até 100 pontos e tem peso 1.

Além disso, também se faz necessário o envio - dentro do prazo determinado - dos mesmos documentos já citados anteriormente. Isso para que você não chegue a zerar esta etapa ou muito menos que venha a ser desclassificado. O que muda é a pontuação e algumas atividades. Veja a seguir:

  • Comprovação por documento oficial do Programa de Residência de pré-requisito de realização de Trabalho de Conclusão de residência, com o título do projeto: 5 pontos. Pontuação total: 5 pontos
  • Realização de Monitoria em Disciplina do Curso de Medicina: 1 ponto para cada seis meses de monitoria. Pontuação total: 2 pontos
  • Apresentação em reunião do Programa de Residência do pré-requisito com avaliação satisfatória pelo Supervisor do Programa: 0,5 por apresentação. Pontuação total: 3 pontos
  • Apresentação / publicação de resumo em Congresso Médico local ou regional: 0,5 por apresentação. Pontuação total: 0,5 ponto

Como nós sempre fazemos questão de reforçar, leiam sempre o edital. Estejam sempre atentos a todas as informações que ele traz, para evitar ser desclassificado e perder um ano inteiro de muito estudo e dedicação.

Bons estudos!