Estudo
Publicado em
9/2/22

Tipos de Estudos Epidemiológicos: Conheça quais são

Escrito por:

O ramo da medicina que trata da metodologia da pesquisa é conhecido como Epidemiologia Clínica.

Sua contribuição se dá na procura de respostas para as questões clínicas, assim como conduzir decisões baseadas nas melhores evidências disponíveis. 

Ao longo deste artigo, vamos dissertar de maneira mais aprofundada sobre este tema e suas variadas especificações. 

Os chamados estudos epidemiológicos podem ser classificados em observacionais e experimentais

Os estudos experimentais fogem ao escopo deste trabalho e não serão comentados. 

De uma maneira geral, os estudos epidemiológicos observacionais podem ser classificados em descritivos e analíticos.

Ao longo deste artigo, vamos dissertar de maneira mais aprofundada sobre este tema e suas variadas especificações.

Qual a Definição de Epidemiologia?

A Epidemiologia é definida como o estudo da distribuição e dos determinantes das doenças ou condições relacionadas à saúde em populações específicas. 

Mais recentemente, foi incorporada à definição de Epidemiologia a “aplicação desses estudos para controlar problemas de saúde”.

É a principal ciência de informação de saúde, sendo a ciência básica para a saúde coletiva.

O Que São Estudos Epidemiológicos?

O Que São Estudos Epidemiológicos?

Os estudos incluem vigilância, observação, pesquisa analítica e experimento

Distribuição refere-se à análise por tempo, local e características dos indivíduos. 

Determinantes são todos os fatores físicos, biológicos, sociais, culturais e comportamentais que influenciam a saúde. 

Condições relacionadas à saúde incluem doenças, causas de mortalidade, hábitos de vida (como tabagismo, dieta, atividades físicas, etc.), provisão e uso de serviços de saúde e de medicamentos.

Populações específicas são aquelas com características identificadas, como, por exemplo, determinada faixa etária em uma dada população.

Quais os Tipos de Estudos Epidemiológicos?

Estudos Descritivos

Os estudos descritivos têm por objetivo determinar a distribuição de doenças ou condições relacionadas à saúde, segundo o tempo, o lugar e/ou as características dos indivíduos

Ou seja, responder à pergunta: quando, onde e quem adoece? 

A epidemiologia descritiva pode fazer uso de primários (dados coletados para o desenvolvimento do estudo) e  dados secundários (dados pré-existentes de mortalidade e hospitalizações, por exemplo). 

Estudos Analíticos

Estudos analíticos são aqueles delineados para examinar a existência de associação entre uma exposição e uma doença ou condição relacionada à saúde.

Estudos Ecológicos

Nos estudos ecológicos, compara-se a ocorrência da doença/condição relacionada à saúde e a exposição de interesse entre agregados de indivíduos (populações de países, regiões ou municípios, por exemplo) para verificar a possível existência de associação entre elas.

Estudos Seccionais

A exposição e a condição de saúde do participante são determinadas simultaneamente. Em geral, esse tipo de investigação começa com um estudo para determinar a prevalência de uma doença ou condição relacionada à saúde de uma população especificada.

Estudos Caso-Controle

Os estudos caso-controle e os estudos de coorte podem ser utilizados para investigar a etiologia de doenças ou de condições relacionadas à saúde entre idosos, determinantes da longevidade; e para avaliar ações e serviços de saúde. 

Estudos de Coorte

Nos estudos de coorte, primeiramente, identifica-se a população de estudo e os participantes são classificados em expostos e não expostos a um determinado fator de interesse. 

Nesse tipo de estudo, a mensuração da exposição antecede o desenvolvimento da doença, não sendo sujeita ao viés de memória como nos estudos caso-controle.

Para Que Servem os Estudos Epidemiológicos?

O objetivo geral do estudo da epidemiologia é reduzir os problemas de saúde da população

Na prática, ela estuda principalmente a ausência de saúde sob as formas de doenças e seu nível de gravidade e complexidade.

Qual a Importância dos Estudos Epidemiológicos?

Qual a Importância dos Estudos Epidemiológicos?

Os estudos epidemiológicos são determinantes no acompanhamento de situações como a não tão mais recentes Covid-19 e H3N2, pois fornecem dados para os Órgãos de saúde, permitindo caracterizar as doenças e ainda realizar associações com o perfil de transmissão.

O Que São Variáveis?

Em estudos epidemiológicos a população estudada apresenta diferenças denominadas de variáveis, tais como sexo ou gênero, idade, peso, estatura. 

As variáveis podem ser categorizadas em qualitativas e quantitativas

  • Variáveis quantitativas: são aquelas que podem ser medidas em termos de

frequência e intensidade. 

  • Variáveis qualitativas: são aquelas compostas por categorias diferentes entre si.

Quais os Tipos de Variáveis?

Além dessa classificação, as variáveis também são categorizadas em independentes

ou dependentes para evidenciar a relação entre elas, nesse caso, a variável dependente

varia em função da independente.

  • Variável dependente – resposta – efeito - desfecho: carcinoma de pulmão (diagnóstico de alta hospitalar ou exame histológico obtido por necropsia). 

Variável independente – preditora – exposição – fator de risco: hábito de fumar (considerou fumante quem fumou pelo menos um cigarro por dia durante 1 ano).

Conclusão

Ao longo deste artigo foram demonstrados alguns conceitos básicos da epidemiologia e os delineamentos de estudos epidemiológicos observacionais que podem ser utilizados para a investigação de doenças e fatores associados a elas na população idosa. 

Além dos aspectos abordados, é importante lembrar que o desenvolvimento de um estudo epidemiológico envolve, pelo menos, seis etapas até sua definição definição:

1. definição dos objetivos;

2. escolha do delineamento adequado, segundo a viabilidade do estudo e os recursos disponíveis;

3. identificação da população de estudo;

4. planejamento e condução da pesquisa;

5. coleta, análise e interpretação dos dados; e

6. divulgação dos resultados.

Os estudos epidemiológicos de boa qualidade e delineados de forma a contemplar as especificidades da população são essenciais para subsidiar o desenvolvimento de políticas de saúde adequadas à realidade da nossa sociedade.

Gostou do nosso conteúdo? Leia mais:

TDAH: Tratamento, Sintomas, Sinais e Possíveis Causas

Residência em Infectologia: O que é, Duração, Concorrência e Áreas de Atuação

ENARE 2022: Resultado Preliminar, Gabarito e Cronograma (Guia Atualizado)

Artigos relacionados

Ver todos
Este autor ainda não possui outros artigos publicados.
Ver todos
Teste por 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudo

Receba um acesso gratuito para testar todos os nossos recursos e tirar suas dúvidas!

Teste 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudos

Ao confirmar sua inscrição você estará de acordo com a nossa Política de Privacidade.