Mentalidade

Qual o modelo perfeito para estudar para residência?

Publicado em
21
/
09/2021

Olá, queridos alunos!

Sim, é verdade que muitos alunos não conseguem tirar o projeto de estudo do papel ou não seguem adiante porque não conseguem responder a pergunta:

Qual a forma mais eficiente de estudar para a residência?

A grande questão é que não existe uma única resposta para esta pergunta, pois a maneira mais eficiente será diferente para cada aluno.

E é nesse ponto que a coisa complica, deixando o aluno perdido e levando-o a perguntar aos conhecidos que já passaram por esse processo como desenvolvem sua rotina de estudos, para que procure fazer o mesmo.

Como na maioria dos casos termina não dando certo, o aluno começa a se cobrar e fica muito ansioso por não conseguir ver resultado na prática, desmotivando-se, e em muitos casos, até desistindo.

São muitos perguntas na nossa cabeça:

  • “Será que devo fazer residência?”
  • “Qual a área que devo escolher?”
  • “Será que consigo passar?”
  • “Será que ainda dá tempo de estudar?”
  • “Qual curso escolher?”
  • “Quantas horas devo estudar por semana?”

E mesmo quem já está estudando também se vê perdido em meio a muitas perguntas, pois além das listadas acima, ainda persiste uma questão-chave

Será que estou estudando da maneira correta?

Sei que não é fácil achar todas essas respostas, mas ao menos para a última questão vamos trabalhar agora para que você não deixe que ela te paralise.

Leia mais:

Planejar os estudos até a data da prova

O primeiro ponto é entender quanto tempo você tem até a data da sua prova, depois analise a sua situação atual com relação ao conteúdo, ou seja, qual o percentual que você já estudou ou tem conhecimento e em seguida vamos começar a planejar.

Pelo prazo que temos até as provas deste ano já sabemos que iniciar um curso teórico do zero já está fora de cogitação, pois você não tem mais tempo para assistir a todas as aulas ou ler todas as apostilas.

As melhores opções agora são:

  • estudar sozinho fazendo muitas questões da sua banca (e voltando nos assuntos que percebe que tem dificuldade)
  • fazer um curso de revisão, de preferência, baseado na resolução de questões reais da sua banca - desta maneira você será guiado pelos principais assuntos que a banca cobra e como eles são cobrados.

Qual seria o modelo ideal de estudo?

Agora voltando ao tema principal da nossa conversa de hoje sobre qual seria o modelo ideal de estudo, a resposta para esta outra pergunta é a seguinte:

Inicie o seu estudo como der!

Não fique racionalizando muito… depois que você começar conseguirá perceber as dificuldades que você tem no seu dia a dia e irá fazer os ajustes.

Inspiração em pessoas próximas

As comparações com conhecidos são boas para te dar dicas de coisas que podem ser feitas, mas você nunca pode querer achar que tem que fazer tudo exatamente igual. Coloque em prática os conselhos recebidos e vá entendendo o que funciona para sua realidade e o que não funciona descarte. Isso mesmo, sem muito sofrimento.

Curso de revisão

Caso você decida seguir o curso de revisão, vá ajustando o tempo que precisa para dar conta das aulas e inclua um momento para revisar os assuntos já estudados e um tempo para fazer e corrigir um simulado semanal. Pense que agora você precisa ser eficiente e não pode mais perder tempo com pensamentos negativos que te paralisam.

Estudar sozinho

Se a escolha for por estudar sozinho, não fique angustiado! Separe o tempo que você tem disponível para estudo por semana e planeje fazer simulados seguidos, porém um novo simulado só pode ser feito depois que você corrigir e revisar todos os pontos de fragilidade do anterior.

Os dois caminhos te levarão para o melhor conhecimento dos assuntos que mais são cobrados e de como é o perfil da banca que fará a sua prova. O detalhe agora é se conhecer para entender se você encara sozinho esse desafio ou se o apoio de uma equipe especializada te guiando fará com que você se comprometa mais.

E não fique constrangido achando que recorrer a um curso é caro, ou que você não conseguiria assimilar todo seu conteúdo pela falta de tempo - se o seu último recurso é seguir para prova com o estudo que conseguir desenvolver sozinho é só fazer um curso ano que vem caso não dê certo!

Agora está na hora de se comprometer e fazer o seu melhor!

Pense que qualquer ajuda direcionada pode fazer a diferença e pare de dar desculpas para não sofrer caso não consiga a aprovação, pois tenho certeza que você ficará bem mais tranquilo sabendo que fez o seu melhor do que saber que poderia ter feito mais para atingir o que queria.

Outra dica importante é pensar em como organizar o seu tempo para fazer o melhor que pode a cada dia! Lembre que cada hora é preciosa para ajudá-lo a garantir a sua vaga.

Um grande abraço!

Diana Sette | Mentora EMR