Estudo

Como escolher o melhor ​​Curso Preparatório para Residência Médica para 2022?

Muitas dúvidas acerca de qual caminho seguir para ingressar na residência médica surgem para os acadêmicos de medicina durante os dois anos finais da faculdade, ou seja, o internato

“Devo iniciar um curso preparatório para entrar na residência médica durante o 5º ano? Ou é melhor focar no internato primeiro e deixar esse curso para o 6º ano? Devo focar somente no internato o tempo todo e deixar o curso para quando já estiver formado? Devo trabalhar primeiro, juntar algum dinheiro e só então escolher um curso?”

Calma. Respire.

Em primeiro lugar, cada aluno aprende de uma forma diferente, num ritmo diferente e utilizando métodos diferentes. O que funcionou para um colega pode ser que não funcione para você, e vice-versa.

Em segundo, não existe fórmula mágica secreta ou curso preparatório para residência médica milagroso, mas sim algumas dicas muito valiosas que cada estudante pode adotar de uma maneira que funcione para si.

Quase 40% dos médicos em atividade no Brasil, segundo este estudo da FMUSP de 2020, não conseguiram ingressar num programa de residência médica – indicando que esta não é, por nenhum parâmetro, uma tarefa fácil. 

Neste texto falaremos a respeito dos caminhos que você pode seguir para descomplicá-la o máximo possível.

5 Dicas para escolher o melhor curso preparatório para residência médica

Antes de se comprometer definitivamente com um curso preparatório para a residência médica, é importante que você tome os seguintes cuidados:

1. Analise a metodologia e se as aulas são didáticas

Cada curso desenvolve sua própria metodologia, mesmo que algumas sejam similares entre si. 

A grande maioria, geralmente, disponibiliza aulas gratuitas e amostras do material didático, para que assim os alunos tenham uma ideia da forma como irão trabalhar o aprendizado ao longo dos meses.

Alguns focam mais em aulas expositivas; outros preferem focar na resolução de questões, simulados e apresentação de problemas; outros, ainda, trabalham das duas formas.

Ou mesmo possuem cursos diferentes dentro da mesma plataforma.

As aulas costumam ser o carro-chefe e diferencial entre os cursos, pois, apesar do material didático ser importante, o que a maioria dos alunos procura são aulas didáticas.

Se os assuntos não forem bem explicados e as questões bem resolvidas, talvez valha a pena continuar procurando.

2. Confira o time de professores

Como citamos acima, as aulas costumam ser o grande diferencial entre um curso preparatório para residência médica e outro. Claro – há muitas outras questões a se considerar, mas se as aulas não são boas, é bem provável que o curso não valha a pena.

É aí que entra a análise do time de professores. Mesmo dentro do mesmo curso e seguindo um cronograma coordenado, cada professor tem seu estilo. 

É importante passar um tempinho dando uma olhada no currículo de cada professor, no estilo de suas aulas, na didática, na disponibilidade para a resolução de dúvidas e no que os ex-alunos dizem a respeito deles.

3. Verifique o volume de conteúdo programático

Você precisa organizar seu tempo em relação ao início do período das provas que pretende prestar. Sendo assim, avaliar o conteúdo programático de cada curso é essencial.

Há cursos extensivos de 2 anos, de 1 ano, de 6 meses; há cursos intensivos de poucos meses ou mesmo algumas semanas; cursos apenas de revisão; cursos focados em provas de residências específicas.

O conteúdo programático de cada um destes precisa ser avaliado juntamente com o tempo que você pretende reservar para estudar.

4. Meça o custo x benefício

Alguns cursos preparatórios para residência médica são muito caros. Principalmente os mais antigos, que possuem mais “nome” e uma imensa equipe de marketing por trás.

Como sabemos, porém, o maior preço nem sempre significa melhor qualidade. Um curso preparatório para residência médica é um produto como qualquer outro e, sendo assim, você deve colocar na balança prós e contras antes de investir dinheiro em um.

Quais provas você pretende prestar? Existe algum curso focado apenas nessas provas? Por quanto tempo você pretende estudar? Quantos e quais dias da semana? Você procura algo presencial ou online? Prefere algo focado em aulas expositivas ou em resolução de questões e simulados? É esse tipo de pergunta que você precisa responder antes.

Encontrando um curso que atenda às suas demandas particulares, procure saber um pouco mais sobre ele(s).

Se é pra você, faça o teste. Nem sempre os cursos preparatórios para residência médica mais populares (e caros) atenderão suas necessidades.

5. Analise os formatos de conteúdo e cronograma do curso

O formato de um curso preparatório para residência médica, especialmente na era digital, é uma discussão relevante. Ainda há pessoas que preferem cursos exclusivamente presenciais, mas é uma demanda que vem diminuindo bastante.

Já estávamos rumando a um formato de aprendizado quase todo digital há um bom tempo e, no momento atual (durante a pandemia), é um dado consolidado: a forma com a qual estudamos e aprendemos já mudou.

Ainda assim, dentro do formato digital há um leque imenso de opções. Há aulas ao vivo, aulas gravadas, resolução de questões, resolução de dúvidas por aplicativos de mensagens instantâneas e muito mais.

Analise suas opções e veja com quais formatos você aprende melhor. Veja se o cronograma do curso é flexível o suficiente para se adequar aos seus horários, ou, ainda, se você pode adequar os seus horários ao cronograma do curso.

Quando começar o curso preparatório para residência médica?

Esse é um assunto muito discutido durante a faculdade de medicina, especialmente na segunda metade.

A resposta certa é aquela que ninguém gosta muito de ouvir: depende. Depende das suas particularidades em relação a organização e método de aprendizado, de onde você quer prestar provas, se vai prestar uma área mais ou menos concorrida, se já se decidiu a respeito de tudo isso. 

Lembre-se de que muitos médicos já formados e até especialistas – mas que decidiram trocar de área – podem fazer um curso preparatório para residência médica.

O internato é uma etapa muito importante da faculdade, que deve ser aproveitada ao máximo. Pode ser um erro deixá-lo meio de lado para focar apenas em um curso preparatório

Afinal, o curso você pode fazer quantas vezes precisar, e pelo internato passa-se só uma vez.

Mas é, sim, possível para o aluno fazer um bom curso preparatório enquanto passa pelo internato médico. É tudo uma questão de organização e, principalmente, comprometimento.

Se você já se decidiu por uma área e ela está entre as mais concorridas, é melhor começar a se preparar já no 5º ano.

Se não é o caso ou você ainda está indeciso, é possível iniciar o curso no 6º ano e, aproveitando-o bem, também ser aprovado de primeira.

Há ainda os cursos intensivos, se você decidiu fazer um curso preparatório meio em cima da hora e quer conseguir ver todo o conteúdo que precisa.

Qual o melhor curso preparatório para residência médica? 

Qual o melhor curso preparatório para residência médica

Novamente, a resposta que ninguém gosta de receber: depende do seu objetivo. Mas vamos aproveitar pra falar sobre o nosso curso agora, e pode ser que ele seja pra você.

Conheça os cursos do Eu Médico Residente!

No EMR nos especializamos em aprovar alunos na prova de residência da SES-PE, em Pernambuco – uma das mais concorridas do Brasil – e, mais recentemente, da SURCE (Ceará).

Oferecemos cursos intensivos, extensivos, revisões especiais, rodadas de simulados, apostilas e materiais complementares (como flashcards, resumos e mapas mentais) originais, aulas online, acesso em tempo integral aos professores para tirar dúvidas e o acompanhamento de uma coach para nossos alunos.

Apesar de ainda termos pouco tempo de estrada, em 2021, por exemplo, 54% dos aprovados na SES-PE foram alunos nossos.

Hoje, já acompanhamos mais de 2.500 alunos em suas jornadas para a aprovação na residência médica.

Para saber um pouco mais sobre a nossa história e objetivos, veja aqui respostas para as perguntas mais frequentes e clique aqui para conhecer melhor nosso time.

Diferenciais da metodologia Eu Médico Residente

Foco nas bancas

Nosso estudo é objetivo, direto, 100% focado na prova. Assim, buscamos questões que sempre estão presentes nas bancas da SES-PE e da SURCE e as resolvemos em aula, sem complicação ou enrolação. A didática é focada na sua aprovação, e nossos números estão provando que ela funciona.

Nosso corpo docente

Contamos com um time de especialistas, médicos que já foram aprovados na residência – a maioria deles nas provas que você vai prestar.

Lives semanais

Além das aulas gravadas, toda semana temos um encontro ao vivo com nosso time de professores para revisar assuntos já estudados.

Quinzenalmente contamos com uma live de mentoria, onde orientamos nossos alunos a respeito de organização no estudo, damos dicas de aprendizado, falamos sobre foco e motivação.

Tira-dúvidas

Nosso curso preparatório para residência médica foi o primeiro no Brasil a oferecer aos seus alunos acesso em tempo integral aos professores através de grupos de discussão no Telegram. Você pode mandar a sua dúvida sobre qualquer assunto, a qualquer momento.

Case de alunos aprovados

Veja uma conversa com um dos nossos alunos, aprovado em 1º lugar em Anestesiologia na SES-PE de 2020:

Conclusão

Voltando à nossa conversa do início do texto, reiteramos que não existe fórmula mágica secreta ou curso preparatório milagroso para o ingresso na residência médica. Mas existe, sim, um curso que vai se encaixar melhor do que os outros nas suas necessidades particulares.

Quando escolher o seu, aproveite-o ao máximo. Use todos os seus recursos. O curso preparatório é um facilitador da aprovação, mas os fatores imprescindíveis para que ela aconteça são a sua dedicação e o seu comprometimento.

Leia mais... 

Conheça as 10 Residências Médicas mais concorridas no Brasil

Como é a prova de Residência e como se preparar para 2022?

Tipos de Residência Médica: Principais e como escolher