Estudo
Publicado em
26/7/22

Geriatria: O que é, área de atuação, carreira e mais

Escrito por:

Você sabia que em 2060 idosos representarão um quarto da população brasileira, superando o número de crianças e adolescentes? E, até 2030 o Brasil contará com a quinta população mais idosa do mundo? Por isso, a importância de profissionais especializados em Geriatria. 

Esses dados foram coletados e emitidos pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o número de idosos aumentando expressivamente também está aumentando a procura por médicos especializados nos cuidados desta população, o médico geriatra. 

Porém, você conhece essa especialização, quais suas áreas de atuação e perfil profissional? É disso que falaremos nesse texto, confira!

O que é a Geriatria?

Segundo definição da Sociedade Brasileira de Geriatria e GerontologiaGeriatria é a especialidade médica responsável pelos aspectos clínicos do envelhecimento e pelos amplos cuidados de saúde necessários às pessoas idosas nos diversos ambientes dos sistemas de saúde.

A Geriatria é a especialidade médica responsável por cuidar das pessoas idosas, contando com uma equipe multidisciplinar seu enfoque principal é na identificação, prevenção e tratamento das ocorrências decorrentes do envelhecimento.

Como é a residência em Geriatria? 

Para cursar a residência em geriatria é necessário ter concluído antes a residência em clínica médica. A especialização em geriatria tem duração de 2.880 horas divididas em 60 horas semanais durante dois anos, com 80% da carga horária destinada a atividades práticas e 20% a teóricas. Também, é possível estender por mais um ano para especialização. 

As especializações possíveis da área são:

  • Cardiologia geriátrica;
  • Neuropsiquiatria geriátrica;
  • Assistência domiciliar geriátrica;
  • Cuidados paliativos em geriatria;
  • Instituição de longa permanência geriátrica.

Alguns conhecimentos esperados para o R1 desta especialidade são:

  •  Conhecer a Política Nacional da Saúde da Pessoa Idosa e a estrutura de funcionamento dessa política;
  • Aplicar as técnicas de comunicação verbal e não verbal ao paciente idoso;
  • Reconhecer as peculiaridades da apresentação das doenças mais comuns no idoso.

Já entre o aprendizado esperado para o R2 estão:

  • Abordar adequadamente os principais problemas relacionados à hospitalização de idosos;
  • Compreender e identificar situações de negligência e maus-tratos aos idosos e os fatores que podem influenciá-las;
  • Manusear paciente sem perspectiva de cura, indicando e estabelecendo planos de cuidados paliativos. 

Áreas de atuação:

A geriatria é uma especialização com uma área de atuação bastante ampla. Normalmente, o atendimento desses profissionais é feito de forma predominantemente ambulatorial para acompanhamento dos pacientes.

É muito comum que o geriatra trabalhe junto com uma equipe multidisciplinar que pode contar, entre outras coisas, com fisioterapeutas, nutricionistas e psicólogos.

Além disso, esses profissionais estão habilitados para trabalhar em hospitais, clínicas, prestar atendimento domiciliar ou em instituições de longa permanência.  

Mercado de trabalho e remuneração:

A geriatria foca no cuidado e bem estar da pessoa idosa, podendo atuar em domicílio, instituições de longa permanência, clínicas e hospitais. Foto: Reprodução/Adobe Stock 
A geriatria foca no cuidado e bem estar da pessoa idosa, podendo atuar em domicílio, instituições de longa permanência, clínicas e hospitais. Foto: Reprodução/Adobe Stock 

Segundo dados da plataforma Salario.com com informações coletadas do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web, o salário de um médico geriatra é de R$ 7.650,22 para uma jornada de trabalho de 21 horas semanais.

A pesquisa Demografia Médica 2020 constatou que o país conta com 2.143 médicos geriatras no país - número bem abaixo do um profissional para cada mil habitantes recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

Além disso, a pesquisa também mostrou que mais da metade desses profissionais estão localizados na região sudeste, enquanto a norte possui apenas 2,2% dos médicos geriatras do país.

Com o rápido envelhecimento da população somado ao baixo e mal distribuído número de especialistas no país, o mercado de trabalho para médicos geriatras está em expansão, procurando novos especialistas.

Perfil profissional do médico que quer esta especialidade:

Antes de tudo, o profissional que escolher a geriatria deve gostar de trabalhar com o público idoso. O médico que escolher essa área deve ter um perfil paciente e cuidadoso.

 Os atendimentos clínicos da área buscam compreender todo o histórico do paciente, muitas vezes lidando também com seus parentes. Além disso, deve ter atenção e respeito por situações comuns da idade como incontinência urinária e demência.   

Conclusão

A geriatria é uma área com grande potencial de expansão no país, com baixo número de profissionais e o número de pacientes atendendo ao perfil crescente. 

Para se tornar um geriatra é necessário ter concluído especialização em clínica médica e gostar de trabalhar com o público idoso. 

E aí… Acha que essa é uma área que você gostaria de especializar? Você pode continuar lendo sobre outras especialidades, aqui no nosso blog.

Leia Mais:

Artigos relacionados

Ver todos
Este autor ainda não possui outros artigos publicados.
Ver todos
Teste por 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudo

Receba um acesso gratuito para testar todos os nossos recursos e tirar suas dúvidas!

Teste 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudos

Ao confirmar sua inscrição você estará de acordo com a nossa Política de Privacidade.