Estudo
Publicado em
21/2/22

Parto Fórceps: O que é, Quando ser usado e Como Fazer?

Escrito por:

Vivenciamos atualmente uma grande revolução na maternidade onde a valorização do parto normal tem crescido cada vez mais. 

Mas, em alguns casos, visando a saúde da mãe do bebê, alguns procedimentos são necessários. É o caso do Parto Fórceps. 

O parto recebe esse nome porque é feito com o fórceps, que é um instrumento cirúrgico que é utilizado para auxiliar o parto e facilitar a passagem da cabeça do bebê pelo canal. 
Tem o formato de uma pinça arredondada, desenvolvida especialmente para segurar a sua cabecinha, na altura das orelhas do recém-nascido. Conheça mais detalhes ao longo deste artigo.

O que é Parto Fórceps?

Parto com forceps

Parto a Fórceps ou Parto por Vácuo Extrator é quando usa-se um instrumento para retirada do bebê quando ele está em sofrimento fetal ou a mãe não consegue fazer forças para a descida no canal vaginal.

No caso do fórceps, são ajustadas duas pás na cabeça do bebê e ele é puxado pelo canal vaginal.

O que é um fórceps?

O fórceps é um instrumento metálico, com duas hastes articuladas. Uma das extremidades das hastes tem formato parecido com o de uma colher, para se fixar à cabeça do bebê, e a outra extremidade é usada pelo médico para manipular o instrumento

Ele só deve ser por um profissional de saúde com experiência na sua utilização.

Como é o Parto Fórceps?

Este é um tipo de parto delicado, que só deve ser feito por profissionais experientes e que conheçam o histórico da grávida em questão. Mas, como ele acontece?

Antes de qualquer coisa, a gestante deve ser informada sobre o procedimento, a bexiga deve ser esvaziada, o colo deve estar completamente dilatado, deve ser realizada uma analgesia eficaz e o profissional deve conhecer bem o instrumento.

Após lubrificação do local, cada lâmina é deslizada ao lado da cabeça do bebê, podendo ser necessário realizar uma episiotomia - uma incisão efetuada na região do períneo para ampliar o canal de parto. 

Caso não ocorra descida da cabeça, mesmo com a utilização de fórceps, pode ser necessário realizar uma cesariana

Quando é indicado fazer o uso de fórceps no parto?

O uso do Fórceps é indicado para as gestantes que ultrapassam o período expulsivo mais do que o esperado, e isso pode levar tanto a uma condição de fadiga materna quanto a um comprometimento da oxigenação fetal. 

Em casos como esses, pode ser utilizado o fórceps ou o vácuo extrator, com o objetivo de abreviar o período expulsivo.

É possível também precisar utilizar esses instrumentos quando o feto não faz o movimento de rotação, que é necessário para que ele consiga nascer. 

O aparelho também tem a finalidade de executar esse movimento de rotação e com isso auxiliar na saída do feto.

Indicações Maternas

As indicações para a mãe, compreendem situações em que o parto deve ser ultimado para reduzir o risco materno, como as limitações funcionais da paciente ou para poupá-la de maior esforço. 

Atualmente, permanecem as indicações de proteger a mãe nos casos de cardiopatia, pneumopatias, tumores cerebrais ou aneurismas

Outra indicação é a presença de cicatriz uterina, cuja solicitação no período expulsivo pode causar a rotura uterina, o que se pretende evitar pela redução do período expulsivo e da exposição da cicatriz ao esforço.

Indicações Fetais

As indicações para o feto o parto deve ser ultimado para redução do risco, compreendem o sofrimento fetal e a parada de progressão durante o período expulsivo.

A persistência dessas condições pode determinar o óbito fetal ou deixar sequelas irreparáveis. 

Parto Fórceps: Consequências e possíveis riscos

Muitas mães temem a utilização de método usando o fórceps, já que o instrumento já foi associado a casos de violência obstétrica, e até morte do bebê

Porém, quando utilizado nas situações adequadas e de maneira correta, o fórceps é um aliado.

A utilização de fórceps durante o trabalho de parto é um fator de risco para o desenvolvimento de incontinência urinária na mãe e para a ocorrência de traumatismo vaginal ou perineal, que é muito superior em relação ao parto espontâneo sem o fórceps.

Quais as contra-indicações do parto por fórceps?

Para o parto com fórceps as contraindicações são a falta das condições para a execução do procedimento e a falta de experiência do obstetra com este instrumento.

Existem Alternativas ao Uso do Fórceps?

Existem duas alternativas, o Vácuo-Extrator (primeira imagem) e o Odent-device (segunda imagem): 


Quanto maior é a afinidade do obstetra com o uso do fórceps, maiores são as chances de sucesso nesse procedimento. Se essa é uma alternativa, é importante sempre que possível, essa possibilidade deve ser conversada precocemente com a mãe, de preferência ainda no pré-natal

Fórceps e a Episiotomia

O uso de fórceps é, frequentemente, acompanhado por uma episiotomia prévia, para a qual é utilizada anestesia peridural ou um anestésico local.

Ainda que seja um procedimento muito seguro e, geralmente, preferido na cesariana de emergência, é conveniente ressaltar que leva alguns riscos:

  • Marcas no rosto do bebê que desaparecem em poucos dias.
  • Ocasionalmente, pode produzir lesões no nervo facial, contudo estas lesões são, geralmente, temporárias e melhoram sem tratamento alguns dias depois.
  • Lesões na vagina e/ou na bexiga da mãe.

Por estes motivos, o parto auxiliado por fórceps, é realizado sempre que os seus benefícios superem os seus riscos. 
Recomendamos que os futuros pais esclareçam todas as dúvidas com o seu médico obstetra antes do momento do parto.

Conclusão

O uso do Parto Fórceps já foi muito questionado algumas décadas atrás. Mas, ele pode ser uma alternativa viável e segura para mãe e bebê, desde que o obstetra certo seja escolhido.

Por isso, é importante fazer acompanhamento e parto com a mesma equipe profissional e claro, manter sempre a paciente e a família cientes dos procedimentos que poderão ser feitos. 

Leia Mais: 

Tudo que você precisa saber sobre os Linfomas não Hodgkin no público pediátrico

O Que É Sofrimento Fetal, Como Diagnosticar e a Conduta Recomendada

Pneumonia Viral: O que é, Quais os Sintomas, Diagnóstico e Tratamento


Artigos relacionados

Ver todos
Este autor ainda não possui outros artigos publicados.
Ver todos
Teste por 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudo

Receba um acesso gratuito para testar todos os nossos recursos e tirar suas dúvidas!

Teste 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudos

Ao confirmar sua inscrição você estará de acordo com a nossa Política de Privacidade.