Dicas
Publicado em
15/5/23

Dicas para escolher a melhor instituição para realizar a residência médica

Escrito por:
Dicas para escolher a melhor instituição para realizar a residência médica

Ao entrar no internato e chegar mais perto do fim de sua graduação em medicina é esperado que o futuro médico faça escolhas sobre o seu progresso na carreira. Uma vez escolhido em qual residência médica o profissional deseja se especializar, chega a vez de pensar em qual instituição você deseja cursar a pós-graduação. 

Sabemos que muitos editais como os das Secretarias Estaduais de Saúde oferecem vagas de residência médica para várias instituições de ensino na mesma área da medicina. Além disso, é comum que os futuros médicos residentes se inscrevam em mais de um edital a fim aumentar as chances de verem os próprios nomes entre os listões de aprovados. Assim, os critérios nessa lista buscam te ajudar a estabelecer uma prioridade entre suas opções de instituição de ensino.

O que considerar ao escolher uma instituição de residência médica?

A seguir te mostraremos algumas dicas para você se questionar e para te ajudar a definir onde quer fazer o seu programa de residência médica. É importante dizer que não existe certo e errado ao estabelecer os direcionamentos, cada pessoa possui critérios próprios que fazem sentido com a sua identidade. 

Vem conferir as dicas para te ajudar na escolha da instituição da sua residência médica:

Critérios geográficos

O quão longe a instituição pode ficar?

Se você for um médico brasileiro com cadastro no Conselho Federal de Medicina ou estrangeiro em situação legal e com o diploma revalidado pode fazer residência médica em qualquer lugar do país desde que tenha passado no exame para a vaga. Com isso em mente, é importante você se perguntar: O quão longe a instituição de ensino pode ficar de mim? Tem que ser a uma distância viável de ir de carro? Poderia ser longe o suficiente para precisar se mudar?

Dessa forma, você poderá aumentar ou diminuir significativamente o número de possibilidades entre as instituições de ensino que oferecem o seu curso.

Pesquise sobre a cidade e a região

Não é raro encontrar profissionais que se mudam em busca de melhores perspectivas profissionais e com a medicina não é diferente. Se você sonha em cursar sua residência médica em um grande centro, provavelmente mora ou irá morar numa capital ou região metropolitana. Decidiu que poderia se mudar? Pesquise sobre o custo de vida nas cidades que possuem instituições que fazem sentido para você.

Irá se sustentar sozinho? É importante levar em consideração que a bolsa atual de residência médica é de R$ 4.106,09 na hora de escolher o lugar em que poderia ficar, e que incidem sobre ela descontos para o INSS. Além disso, é importante que a cidade faça sentido para você no longo prazo, já que é mais fácil se inserir no mercado de trabalho do local de onde foi realizada a especialização.

A oferta de trabalho e valor dos salários da região é outro fator a se pensar, existem estados com maior ou menor procura e concorrência para um mesmo especialista. Para saber como é o mercado de trabalho para diferentes especialidades médicas, pesquise em nosso blog pelo nome da especialidade que te interessa. Te contaremos como é o salário e a oferta de vagas, vem ver.

Utilize seu curso como parâmetro

Avalie o currículo do curso

De maneira geral, todos os cursos de residência médica do país têm que seguir a matriz curricular determinada pelo MEC. Dessa forma, há algumas coisas que todos os residentes que cursam Cardiologia, por exemplo, terão que saber ao fim da especialização. Entretanto, há variações entre as diferentes instituições de ensino que podem ser relevantes para você.

Centros de ensino ligados a universidades públicas como os Hospitais Universitários costumam ter uma carga de ensino teórico maior, e com maior enfoque na área acadêmica com que instituições privadas. Assim, reflita: o que quero aprender sobre a minha especialização? Quero a possibilidade de seguir no ramo acadêmico? Quero o mínimo de conteúdo teórico possível?

Verifique a disponibilidade de vagas

Uma outra forma de pensar onde quer fazer sua residência médica é pesquisar o número de vagas e concorrência do seu curso em várias instituições de cidades que te interessam. Dentro de um mesmo estado a taxa de inscrição e de candidato por vagas pode variar significativamente a depender de qual instituição mas atenção: as escolas de residência médica com menor concorrência costumam ficar no interior e longe dos grandes centros urbanos. 

Aqui no blog do Eu Médico Residente você pode achar os números de concorrência de diversos cursos pesquisando por “concorrência”.

Além de pesquisar o quantitativo de vagas para o seu curso, uma outra dica é sempre verificar se a instituição oferece subespecializações dentro da área que você quer. Mesmo que não necessariamente já tenha essa vontade, pode ser interessante ingressar em um local onde seja possível continuar sua trajetória, dessa vez como R3.

Busque informações com residentes e ex-residentes

Para saber mais sobre como é estar em um lugar, nada melhor do que pessoas que já têm a experiência. Dessa forma, tente entrar em contato com pessoas de algumas instituições que te interessam, se possível, visite o local para conversar com elas. Abaixo alguns direcionamentos para te guiar:

Falar com pessoas que fazem residência em instituições do seu interesse é uma ótima forma de saber mais sobre como é o local no dia-a-dia. Foto: Reprodução/Shutterstock
Falar com pessoas que fazem residência em instituições do seu interesse é uma ótima forma de saber mais sobre como é o local no dia-a-dia. Foto: Reprodução/Shutterstock

Avaliando o corpo docente

Pergunte sobre o corpo docente da instituição. Você pode verificar os nomes e pesquisar mais sobre os professores de maneira antecipada, mas nada melhor do que alguém que já os conhece e convive cotidianamente para te dar uma perspectiva mais ampla. Entretanto, é importante ter em mente que cada pessoa tem uma experiência única, por isso, fale com o maior número de estudantes possível.

Verificando a infraestrutura da instituição

Converse sobre como é a estrutura da instituição. Faltam materiais? Poderia aprender técnicas mais avançadas? Além disso, essa instituição pega casos de alta complexidade? Novamente, veja quais perguntas fazem sentido para você e porquê. Além da opinião dos colegas, se possivel visite os hospitais que te interessam.

Verificando a oferta de atividades extracurriculares e de integração

A residência médica é uma fase de muitos aprendizados que pode ser ainda melhor se a preparação for feita da maneira certa. Pesquise sobre oferta de atividades extracurriculares em diversas instituições de ensino. Verifique no site e com colegas se eles oferecem possibilidade de estágios e de pesquisas, por exemplo, que fazem sentido com o que você está buscando.

Analise as possibilidades de networking durante a residência médica

Tente conhecer um pouco do contexto de diferentes instituições com colegas e busque saber como é o local no dia-a-dia da convivência com profissionais já consagrados e colegas. Há maior oportunidade de integração? Irei conviver com mais gente? Ver profissionais de outras áreas? Tudo isso são perguntas que poderão te ajudar a saber se aquele local é mais propício para a construção de um bom networking. 

Conclusão

Saber em quais lugares você realmente gostaria de fazer a residência médica é uma ótima ferramenta para ter um estudo direcionado, pensado para a banca que você quer fazer. Com essas dicas você poderá se preparar da melhor forma e, se quiser turbinar ainda mais seus estudos, conheça os cursos preparatórios para a residência médica do Eu Médico Residente, aqui, nós nos preocupamos com que você estude o que realmente cai na sua banca e de forma eficiente, vem conhecer!

Leia mais:

Quer ganhar APROVAÇÃO de natal e ainda levar um copo Stanley de brinde?