Carreira

Residência em Neurocirurgia: Como é, Rotina, áreas de atuação e mercado de trabalho

A Neurocirurgia, dentre todas as especialidades médicas, talvez seja a que carrega consigo o maior prestígio.

Entre outros fatores, isso se dá tanto pelo tempo que sua formação exige – são 6 anos de faculdade e no mínimo 5 de residência médica (podendo se estender), isso se não contarmos o tempo gasto para conseguir entrar na faculdade e entrar na residência – quanto pela alta complexidade da tarefa a ser exercida.

Graças a esses fatores, temos um número relativamente pequeno de neurocirurgiões no país: segundo a Demografia Médica 2020, contamos com 3.628 neurocirurgiões titulados, o que constitui apenas 0,9% dos médicos brasileiros.

Neste texto, pretendemos dar ao médico ou estudante de medicina uma visão global a respeito da residência em Neurocirurgia, sua rotina, as áreas de atuação do profissional e o mercado que encontrará.

O que é a residência em Neurocirurgia?

O que é a residência em Neurocirurgia?

A Neurocirurgia é a especialidade médica que trata a população – tanto infantil quanto adulta – portadora de doenças ligadas ao sistema nervoso central e periférico.

Portanto, a residência em Neurocirurgia é o período de 5 anos (ou mais, para subespecializações) em que o médico, após a faculdade, cursa sua especialização nessa área, através de práticas clínicas e cirúrgicas em um hospital que a ofereça.

A residência é de acesso direto.

Qual é a rotina de um residente em Neurocirurgia?

Antes de tudo, é importante ressaltar que cada programa varia de acordo com a instituição que a oferece, embora o MEC, em parceria com a AMB e a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, tenha desenvolvido um programa oficial com número de horas a serem cumpridas em cada estágio.

As atividades do residente em Neurocirurgia, de forma geral, se distribuem entre visitas a enfermarias, visitas aos leitos da unidade de terapia intensiva, atendimentos no ambulatório, na emergência, avaliações de pós-operatórios, interconsultas e, principalmente, tempo dentro do centro cirúrgico.

Há também discussões semanais de casos operados e artigos científicos publicados na área.

Quanto mais se avança na residência, mais tempo cirúrgico o residente vai ganhando a depender do ano que cursa, sendo o R4 e o R5 praticamente apenas voltados a isso.

Quais são as áreas de atuação para um neurocirurgião?

Quais são as áreas de atuação para um neurocirurgião?

A Neurocirurgia se divide em muitas áreas de atuação, e o profissional é apto a atuar em qualquer uma delas quando termina seu treinamento – embora muitos prefiram se aprofundar em suas sub-especializações, cursando um ano extra (ou até mais) de residência, esses anos sendo chamados de fellowship.

Algumas das áreas de atuação mais populares são: 

·  Neurocirurgia vascular;

·  Neurocirurgia funcional / medicina da dor;

·  Neurocirurgia oncológica;

·  Neurocirurgia do trauma;

·  Neurocirurgia pediátrica;

·  Neurointensivismo;

·  Coluna;

·  Base do crânio;

·  Nervos periféricos.

Como é o mercado de trabalho para a Neurocirurgia?

Como comentamos na introdução, há escassez de neurocirurgiões no Brasil. Portanto, o mercado para a Neurocirurgia é altamente promissor, uma vez que a oferta de profissionais não supre sua demanda.

Além disso, a distribuição de neurocirurgiões pelo território nacional é altamente desigual, se concentrando quase toda nas regiões Sudeste e Sul.

O estado de São Paulo concentra o maior número de profissionais na área, por ofertar o maior número de vagas do país

Enquanto isso, a região Norte enfrenta a maior escassez: todos os seus estados somados possuem cerca de 10% do número de profissionais apenas do estado de São Paulo.

Quanto ganha um neurocirurgião?

O neurocirurgião é a especialidade médica com a mais alta remuneração no Brasil.

De acordo com dados levantados pela Catho, a média salarial mensal desse profissional gira em torno de R$ 30.000 a R$ 35.000 por mês – e a depender do local e das horas do profissional, pode ser bem mais alta.

Quantos especialistas em Neurocirurgia existem no mercado brasileiro hoje?

De acordo com a Demografia Médica 2020, referenciada na introdução, o Brasil conta com 3.628 neurocirurgiões ativos.

Quais as melhores residências em Neurocirurgia? 

Como sempre, o nosso disclaimer: depende do que o médico está procurando, no que está desejando focar, quais habilidades ele valoriza mais.

Vamos citar aqui, com base na avaliação anual promovida pela Sociedade Brasileira de Neurologia (e aplicada em forma de prova escrita aos residentes da área), instituições de destaque: 

·  FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo)

·  Unifesp (Universidade Federal de São Paulo)

·  Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)

·  Hospital Felício Rocho (Belo Horizonte – MG)

·  HC-UFTM (Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro)

Dúvidas frequentes (guia rápido)

Como é a prova de residência em Neurocirurgia?

A prova de residência em Neurocirurgia não difere de outras provas de residência, o que muda é apenas a concorrência (que costuma ser bem alta). Como todas as provas de residência, ela conta com fase teórica, fase prática e análise curricular/entrevista.

Quantos anos a residência em Neurocirurgia dura?

A residência dura 5 anos (e pode durar mais se o médico quer fazer uma subespecialização).

Onde posso fazer residência em Neurocirurgia?

Os programas de residência em Neurocirurgia se concentram principalmente em hospitais nas regiões Sudeste, Nordeste e Sul

Eles existem em menor número em outras regiões, mas existem. Você pode fazer em qualquer local que tenha um programa.

Veja nosso vídeo sobre como escolher a sua especialidade médica:

Conclusão

A residência em Neurocirurgia costuma se concentrar em grandes centros, pois requer hospitais de alta complexidade e boas instalações, e só assim pode fornecer um programa que possa capacitar adequadamente seus residentes.

Graças a esse dado, além de termos poucos programas, estes programas disponibilizam poucas vagas anualmente.

Some isto ao fato da Neurocirurgia ser uma especialidade muito procurada e chegará à conclusão de que entrar em um programa desses é para poucos.

Se você já decidiu que quer ser neurocirurgião, o momento para estudar é agora e é sempre. Conheça nossos cursos para ser aprovado na residência médica.

Leia mais: 

Residência Médica 2022: UFPB divulga edital para a prova

 Entenda quais são os sintomas das variantes da Covid e como fazer o diagnóstico

Asma grave: tezepelumabe reduz taxas de exacerbação