Dicas

5 Dicas de como estudar para residência médica

Vai começar os estudos para residência médica ou até mesmo já estuda há um tempo, mas não sabe a forma mais eficaz?

Saiba que você não é o único! Muitas pessoas sofrem do mesmo problema, seja por não saber por onde começar, ou em que assuntos focar ou até mesmo por ter tanto material que acaba atrapalhando ao invés de ajudar.

Escolha sua especialidade

Estudar sem saber qual especialidade vai fazer não ajuda muito na hora de se concentrar nos estudos, pois nosso cérebro gosta de trabalhar com metas claras. Se sua meta é passar para anestesiologia, por exemplo, ele vai trabalhar muito mais avidamente para você ser aprovado em anestesiologia.

Portanto, o ideal é saber para qual área você pretende prestar prova no final do ano para que você consiga um melhor desempenho nos estudos e manter o foco até o dia da prova.

Estude desde o início do ano

Estudar desde o início do ano, com um ritmo adequado e constante é muito mais eficiente do que deixar para estudar tudo no segundo semestre, mesmo tendo 10h por dia livres. Poucas pessoas conseguem estudar muito horas por dia por mais de 1 mês seguido, ainda mais se não tiverem o hábito do estudo.

Além disso, é muito mais fácil dar o gás final perto das provas quando você já adquiriu esse hábito desde o início, mesmo que não venha estudando todos os dias.

Mesmo sabendo disso, muitas pessoas insistem em deixar a preparação para o final do ano pois imaginam que a prova de residência médica é como uma prova de faculdade, que você estuda na véspera e consegue passar, mesmo que se arrastando.

Programe os seus estudos

Para estudar é aconselhado realizar um cronograma e as atividades que serão realizadas.

Por exemplo, segundas e quartas das 19 às 21h, estudarei clínica médica, e das 21 às 22h, farei questões.

Para isso, analise quantas horas por dia, você tem disponível para estudar.  Após, distribua as disciplinas de acordo com os dias e horários e com a importância de cada uma na prova (não ignore a clínica médica nem menospreze a preventiva).

E muito mais importante do que ler e reler várias vezes o conteúdo e praticar questões daquele assunto que você estudou, pois isso ajuda bastante a fixar a matéria e a entender como tal assunto é abordado nas provas de residência médica.

Uma dica extra é tirar um dia da semana para ficar resolvendo somente questões ou até mesmo simular a realização de uma prova.

O bom de realizar a simulação de uma prova é que você terá condições de mensurar exatamente o tempo que deve ser gasto em cada questão e até mesmo criar estratégias de como fazer a prova, além de revisar o conteúdo, claro.

Bons materiais de estudo

Não adianta você começar a estudar com antecedência, fazer um planejamento de estudo e colocá-lo em prática, se você não tiver um bom material para estudar.

É preciso buscar materiais confiáveis e que abordem de forma mais clara os pontos chaves para as provas. Não adianta ter o material mais completo do mundo se você não vai conseguir ler ou assisti-lo tudo. E pior, pode perder tempo com assuntos que não são importantes para o concurso.

Muitas pessoas optam por estudar em cursos presenciais, outras online e tem também aquelas que são autodidatas. Independente de qual formato você optar, é importante criar algum material de apoio como resumos, mapas mentais ou flashcards para tirar dúvidas pontuais que surgirem durante a realização de um simulado e para revisar quando necessário.

Faça questões desde o começo

Muitos alunos acreditam que só devem começar a fazer questões de prova ou simulados quando já tiverem alguma base. Porém, uma frase que existe no mundo da residência médica diz o seguinte:

Passa na prova quem fez mais questões, não quem estudou mais.

Ela é totalmente verídica e autoexplicativa.

Quanto mais cedo você começa a praticar simulados e questões de prova, mais você ganha experiência e mais você conhece como os assuntos são abordados. Então, na hora de revisar, você vai saber exatamente o que é mais importante para a prova.

Ser aprovado na residência médica não é tão difícil quanto parece, o que torna complicado é quando a pessoa não segue as regras básicas da preparação.

Portanto, procure ser disciplinado nos estudos e não tenha medo de fazer simulados desde o começo do ano. Boa sorte!

Últimos artigos de Bruno Kosminsky

Ver todos
Ver todos