Carreira
Publicado em
24/5/22

O que você precisa saber sobre o Exame Nacional de Medicina?

Escrito por:

Você sabia que para exercer a medicina no país pode ser necessário passar por uma prova semelhante à da OAB? É o que propõe o Projeto de Lei 4667/20 que está em tramitação no senado.

O exame nacional de medicina poderá ser obrigatório para todos que queiram atuar como médicos.

Cenário atual de medicina no Brasil

Em 2016 foi instituída a Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem), que deveria ocorrer no 2°, 4°, e 6° ano da graduação em medicina e a frequência e bom desempenho na prova seriam obrigatórios para conclusão do curso. 

Essa medida, no entanto, foi revogada em dezembro de 2017.

Dessa forma, atualmente para atuar como médico no país, é necessário portar um diploma em medicina reconhecido pelo MEC e ter inscrição válida em um Conselho Regional de Medicina

Além disso, nos últimos anos o número de médicos e cursos de medicina vem aumentando no país. Atualmente o Brasil conta com uma média de 343 cursos de graduação em medicina e 37 mil egressos por ano, números atrás somente da Índia mundialmente.

O que é o Projeto de Lei 4667/20?

O Projeto de Lei 4667/20, é uma proposta criada pelo deputado e médico Eduardo Costa (PSD-PA) e apoiada pela Associação Médica Brasileira (AMB), que sugere que só possam seguir carreira como médicos no país os profissionais que passem no Exame de Proficiência em Medicina.

O exame seria semelhante ao da Ordem dos Advogados (OAB), com duas fases divididas entre provas práticas e teóricas sendo aplicado na mesma data para todo o país.

O projeto do deputado Eduardo Costa (PSD-PA) segue em tramitação no Senado. Foto: Reprodução/ShutterStock
O projeto do deputado Eduardo Costa (PSD-PA) segue em tramitação no Senado. Foto: Reprodução/ShutterStock

Ao apresentar a proposta à Câmara dos Deputados, Eduardo Costa destacou a importância do exame na prevenção de erros médicos:

A cada ano, são notificados cerca de 700 mil erros médicos no Brasil. A medida é necessária na medida em que há cada vez mais médicos formados, mais cursos superiores e mais demanda por profissionais qualificados. Para que a qualidade seja garantida, a exemplo do que ocorre no direito, é necessário estabelecer a aprovação em exame nacional.

Todo médico deverá fazer o exame?

Não. A proposta apresentada é que só precisará fazer a prova para atuar como médico os profissionais que se formarem após a aprovação e regulamentação da lei, o que ainda não tem data para acontecer.

Qual o status da decisão? 

A Proposta para o Exame Nacional de Medicina foi apresentada por representantes da Associação Médica Brasileira para o Senador Randolfe Rodrigues.

No momento, o projeto aguarda ser apresentado e então seguir para a tramitação no Senado Federal. Caso seja aprovado, aguardará a aprovação ou não do presidente da república.

Como é o Exame da Ordem dos Advogados (OAB)?

Outro exame, semelhante à proposta da prova de proficiência em medicina e que já é aplicado no país, é o Exame da Ordem dos Advogados. A prova não é obrigatória mas só pode seguir carreira na advocacia os formandos em direito que estejam cadastrados na OAB.

A prova é realizada três vezes ao ano e é dividida entre uma primeira fase teórica de múltipla escolha e a segunda fase de exame prático. Podem realizá-lo pessoas formadas ou nos dois últimos semestres de direito.

Conclusão

O Exame Nacional de Medicina, se aprovado, poderá ajudar a reduzir o número crescente de erros médicos no país e garantir que os médicos recebam uma melhor instrução ao longo de toda sua graduação, uma vez que os cursos se adaptariam ao exame.

Leia Mais:

Artigos relacionados

Ver todos
Este autor ainda não possui outros artigos publicados.
Ver todos
Teste por 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudo

Receba um acesso gratuito para testar todos os nossos recursos e tirar suas dúvidas!

Teste 7 dias grátis

Experimente a nossa plataforma de estudos

Ao confirmar sua inscrição você estará de acordo com a nossa Política de Privacidade.