Covid-19

Remdesivir: resultados preliminares

O tratamento mais citado para a Covid nos últimos dias tem sido, de longe, o antiviral remdesivir. O artigo original, publicado no NEJM, é do dia 22 de maio.

O estudo foi conduzido em 1.063 pacientes com confirmação da doença, internados em 60 hospitais diferentes, sendo a maioria deles (45) localizados nos Estados Unidos — mas entraram também Dinamarca, Reino Unido, Grécia, Alemanha, Coréia do Sul, México, Espanha, Japão e Singapura. O teste teve início no dia 21 de fevereiro desse ano e fim em 19 de abril. Trata-se de um estudo duplo-cego, randomizado e controlado por placebo. O remdesivir foi administrado por via endovenosa nos pacientes, com dose inicial de 200mg (apenas no dia 1) seguida por dose de manutenção de 100mg diárias dos dias 2 a 10 de tratamento — alternativamente, até a alta hospitalar ou morte.

Os resultados demonstraram, principalmente, redução de tempo de internação hospitalar. Não houve impacto significativo na mortalidade. Os pacientes que receberam o remdesivir tiveram um tempo médio de recuperação de 11 dias — em contraste, pacientes que receberam o placebo tiveram uma média de 15 dias. De acordo com o estimador de Kaplan-Meier, as estimativas de mortalidade em 14 dias foram de 7,1% com o remdesivir e de 11,9% com o placebo.

Pode não parecer um grande avanço, mas o aumento da rotatividade de leitos hospitalares é importante nesse momento, porque pode ajudar a evitar o colapso do sistema de saúde em locais que já não estão conseguindo lidar com o enorme fluxo de pacientes.

Link para o artigo: https://www.nejm.org/doi/10.1056/NEJMoa2007764

Confira nosso outro artigo sobre o COVID-19 -Panorama da Vacina