Estudo

Dieta cetogênica x dieta vegetariana

Estudo divulgado na revista médica 'Nature Medicine', no dia 21 de janeiro, mostrou como o corpo reage a dieta vegetariana e a dieta cetogênica. A dieta vegetariana possui um baixo teor de gordura, sendo rica em carboidratos e açúcares. Já a dieta cetogênica é rica em proteína e gordura animal. Além disso, possui um alto teor energético.

A pesquisa contou com a participação de 20 pessoas, que ficaram internadas durante 4 semanas seguidas numa clínica estadunidense, o ‘NIH Clinical Center’. A média de idade dos participantes foi de 29,9 anos e a média do índice de massa corporal (IMC) era de 27,8 kg/m2.

Dito isso, eles foram randomizados para seguir cada dieta durante duas semanas, para que, passadas quatro semanas, os cientistas pudessem comparar o resultado das dietas no organismo.

Assim, os participantes do grupo da dieta vegetariana consumiram alimentos à base de plantas com baixo teor energético (~ 1 kcal g-1), com um índice baixo de gordura (10,3%) e alto de carboidrato (75,2%). Já com o grupo da dieta cetogênica foi ao contrário.

Os pesquisadores usaram como referencial os alimentos com baixo teor de carboidrato (10,0%), uma quantidade elevada de gordura animal (75,8%) e uma alta densidade energética (~ 2 kcal g-1). Para mais, todos puderam comer à vontade e uma das pessoas deixou o estudo, pois na fase da dieta cetogênica teve hipoglicemia.

Além do mais, cada uma das dietas possuía cerca de 14% de proteínas. Analisando os resultados, ao comparar os dados da população de estudo que participaram das duas fases, os cientistas puderam constatar algumas coisas. Dessa maneira, apesar da diferença de ingestão energética das dietas ser considerável, não houve diferença em relação à fome e à saciedade entre elas. 

A descoberta mais relevante foi em relação à perda de gordura corporal. Ela sofreu uma queda significativa na dieta com ingestão de alimentos à base de plantas, que possuem baixo teor de gordura. 

Apesar disso, de uma maneira geral, todos os indivíduos perderam em média de 1 kg a 2 kg. Por conseguinte, para a pesquisa, o ato de comer em excesso e o ganho de peso podem não estar relacionados aos dois tipos de dietas.

Para além disso, a dieta vegetariana se mostrou mais eficaz em reduzir a fome, mas foi observado um pico de insulina, por causa da quantidade de carboidrato ingerida. No entanto, níveis baixos e estáveis de insulina e glicose pós-prandial foram evidenciados com a dieta à base de proteína e gordura animal, a curto prazo.  Sendo assim, é possível perceber que as duas têm pontos positivos e negativos.

Fontes