Mentalidade

Como ser diferente para fazer a diferença

Publicado em
17
/
05/2021

Sempre encontramos dicas do que devemos fazer para conseguir estudar bem, e muitas vezes sofremos porque não conseguimos ter disciplina ou força de vontade para fazer o que é necessário.

Ficamos nos comparando com nosso concorrente que estuda X horas por dia e está em dia com o curso, ou mesmo porque nos deparamos com os resultados dos simulados dos colegas, verificando que estamos muito longe do patamar alcançado pelos mesmos.

Saiba que ficar se comparando não ajuda em nada e também não reflete a realidade!

Cada pessoa tem um tempo e um ritmo diferente - esse sofrimento só causa mais ansiedade e piora a administração do seu tempo para estudo.

Pare de sofrer e inverta a lógica: se você não precisa ser igual aos outros, reflita como pode ser diferente dentro da sua realidade para melhorar o seu processo de estudo.

O primeiro passo é pensar: Se hoje não consigo fazer certas coisas que acredito serem importantes para meu processo de aprendizado, o que eu poderia deixar de fazer neste momento para ter mais tempo para o estudo?

Não seja drástico logo no começo, pois dessa forma você terá menos chance de ter sucesso. Faça mudanças gradativas e sempre que perceber que está usando seus horários ao máximo procure outras formas de garantir mais tempo.

Comece avaliando o que você pode fazer menos vezes por semana - ou por menos tempo - antes de cancelar atividades, como por exemplo, caso você goste de assistir séries, será que conseguiria estabelecer a regra de assistir apenas um capítulo por dia? Ou se o seu fraco é jogar futebol com os amigos, será que não é possível cortar o bate papo ao final da partida? É possível diminuir a frequência semanal dos exercícios físicos?

Quantas horas você consegue liberar por semana só por diminuir o tempo ou frequência de atividades corriqueiras? Agora pense quantas vezes você deixou de fazer uma revisão ou simulado porque julgou que não tinha tempo???

Faça esse exercício e depois recalcule o tempo que você consegue disponibilizar para suas atividades de estudo, buscando incluir as atividades que estão sendo negligenciadas por falta de tempo.

O segundo passo é observar exatamente quais são as atividades que não estão sendo feitas e incluir na sua rotina, lembre-se que a fórmula para aprovação é:

Teoria + questões + revisão + simulados = APROVAÇÃO

Não queira ser igual a ninguém e nem fique se comparando com outras pessoas; tenho certeza que se você fizer uma reflexão sobre momentos passados nos quais você estudou para o vestibular, faculdade ou algum concurso, você irá lembrar de várias coisas que foram feitas e podem ser feitas novamente para ir melhorando o seu processo de estudo.

Claro que não somos as mesmas pessoas, e, na maioria dos casos, não dispomos mais do mesmo tempo para estudo - mas hoje você é bem mais maduro e aprimorou a percepção sobre suas falhas. Aproveite essa vantagem e construa sua forma eficiente de aprender.

Só não vale ficar se sabotando e dizendo que é muito difícil conseguir estudar para passar sem ao menos tentar ou sem primeiro fazer as mudanças possíveis. 

Toda aprovação é construída com dedicação e esforço e tenho certeza que você também conseguirá!

Forte Abraço,

Diana Sette | Mentora EMR