Mentalidade

Como melhorar o aprendizado dos conteúdos estudados

Publicado em
19
/
04/2021

Você tem conseguido ver resultados nos seus estudos?

Sempre nos esforçamos muito lendo apostilas ou assistindo aulas, mas nem sempre ao final dessas atividades sentimos que aprendemos de verdade. 

Algumas vezes até achamos que conseguimos, contudo quando vamos nos testar fazendo questões, os resultados não acompanham nossas expectativas.

Sei que é muito frustrante e a vontade de jogar tudo para o alto acaba parecendo a coisa mais certa neste momento, pois no fim das contas, para que perder tempo se não vou conseguir passar?

É neste ponto exato que os pensamentos negativos começam a dominar as nossas ações e começam a paralisar os nossos projetos. Uma vozinha interna aperta o gatilho da sabotagem e vamos nos deixando levar pela ansiedade, pensamentos negativos e falta de confiança.

Observe que é exatamente na hora que esta voz se manifesta que precisamos agir rapidamente para quebrar esse padrão - ou melhor, precisamos antecipar as nossas ações para evitar que essa voz se manifeste.

Hoje trarei dicas práticas para ajudá-lo a melhorar o seu aprendizado, e com isso te ajudar a calar essa voz - consequentemente parando esses pensamentos negativos que sabotam os seus projetos. 

Vamos aumentar as suas chances de aprovação na prova de residência médica!

É cientificamente comprovado que uma leitura rápida do conteúdo que será abordado pelo professor é uma das maneiras mais eficientes para ajudar o aluno a ter um bom entendimento do conteúdo. Mas claro que o material que deverá ser utilizado precisa ser bem sucinto, pois também sabemos que o tempo para estudo não é ilimitado e precisamos aprender muitos assuntos antes da prova.

Independente de você fazer a opção de estudar através de apostilas ou videoaulas, essa leitura é fundamental. 

Uma dica é você pegar os slides que são liberados junto com a aula ou os mapas mentais dos conteúdos (espero que seu curso ofereça esses materiais! 😉). 

Se você recebe os dois, como é o caso dos alunos do EMR, então você pode imprimir o material que achar mais didático e utilizá-lo para esta leitura, pois já economiza seu tempo.

Esse material, além de ajudá-lo a saber qual assunto o professor vai discorrer, ainda ajuda a refrescar a sua memória com o que você lembra sobre ele. Seu ato de assistir a aula ou ler a apostila já começa de forma diferente com você raciocinando sobre o assunto - e não recebendo um monte de informação de forma passiva. 

Outro truque eficiente é fazer anotações neste material já impresso, só colocando observações importantes daquilo que você está aprendendo. Você dará menos pausas na aula e terá mais atenção para reter o conteúdo, pois não precisará transcrever tudo o que o professor fala ou grifar um monte de coisas (no caso da leitura da apostila).

Perceba que suas chances de entender o assunto são bem maiores, pois você estará interagindo com o conteúdo de forma mais atenta. Essa estratégia é o primeiro passo.

O segundo passo é fazer uma bloco de questões, depois que finalizar a teoria, sobre o conteúdo estudado para saber se realmente entendeu a matéria e como a banca a cobra. 

Claro que algumas vezes mesmo depois de ter lido o slide ou mapa mental antes do estudo, ainda não temos um bom aproveitamento das questões, mas isso é natural pois essas questões fazem parte do processo de aprendizagem.

Não fique desanimado! Entenda que aquele conteúdo específico necessita um pouco mais de atenção e procure outra fonte para tirar as dúvidas e aprofundar o seu conhecimento. Depois disso faça um novo bloco de questões para garantir que agora você já domina o conteúdo.

Uma média boa para garantir que entendeu a matéria é conseguir chegar a 80% de aproveitamento no bloco de questões (não conte as questões que perdeu por falta de atenção ou “cascas de banana”, pois queremos saber se você aprendeu a matéria!) pois com menos do que este percentual fica difícil ter certeza que domina o assunto para conseguir acertar questões em provas.

Procure fazer blocos de 15 a 20 questões do assunto no primeiro momento e para as checagens posteriores de 5 a 10 questões. Tente incluir só questões das bancas que farão as provas que você irá prestar ou bancas com o perfil parecido. É importante saber como o conteúdo poderá ser cobrado na prática.

Neste momento você terá: 

  • a felicidade de marcar o assunto como concluído;
  • já terá anotações prontas sobre os principais pontos para fazer suas revisões;
  • conhecerá como a(s) banca(s) geralmente cobram os conteúdos.
Mas Infelizmente não dá para parar por aqui, pois precisamos fazer revisões frequentes que não nos deixem esquecer os assuntos estudados e simulados constantes que nos mostrem se estamos percorrendo o caminho mais seguro para nossa aprovação.

Todavia você já pode ficar mais confiante com o seu aprendizado - este fato te ajudará a calar este crítico interno que só sabota seus planos - e conseguirá se motivar para fazer o melhor a cada dia, pois agora sabe que é questão de tempo até você alcançar o seu objetivo!

Forte abraço,

Diana Sette | Mentora EMR